Pesquisar este blog

Carregando...

segunda-feira, 3 de maio de 2010

sexo no puteiro

fala ai gente tudo bem?
sou amigo do Lucas e ele me empresto a senha pra comentar... sou namorado da paty
nao sei usar direito esse site então vou tentar.

to lendo um pouco do que escreveram e vou tentar falar alguma coisa, não sou muito bom escrevendo detalhes não.

mas lembro que a alguns anos atras, eu era novo, meu pai alugo um puteiro so pra mim.
então como eu era novo e muito timido, eu chamei um amigo meu pra ir junto e fizemos um churrasco.
chegamos cedo, tava rolando um sol é o puteiro tinha uma parte pra jogar futebol tinha churrasqueira, o churrasco foi comendo solto e eu fui conhecendo todo mundo que trabalhava la, meu amigo ja mais solto ficava zuando as garotas, e eu no meu canto uma vinha falar comigo depois outras, e eu todo timido.
a tarde foi passando e uma delas vinha sempre me da bebida escondido do amigo do meu pai que foi comigo pra me levar.
ja caindo a noite teve uma hora que uma delas ficou muito tempo conversando comigo, coisas bobas nada de putaria de sexo.
uma hora eu fui conhecer dentro do puteiro e sentei numa poltrona so com essa garota ai ela comecou a falar sacanagens, eu era novinho ja fiquei de pau duro na hora...
ela sentou no meu colo e comecou a falar putaria e rebolar no meu pau, depois toco uma pra mim.
ai entrou gente la dentro e comecaram a me zuar que eu estava todo timido e tal eu ja meio alegre hauuahhaahu fui pro quarto com ela... caramba meti muito, e não gozava por nada ela ficou de 4 falando que ia me fazer gozara. bombei bombei bombei e nada
ai fiquei puto e sai do quarto falando que não tinha gozado ahuahaauhaauuha.
ja estava a noit e meu amigo doido pra comer alguma garota tambem.. foi então que a mais cavala do puteiro uma loira, veio bater papo e falou que ia me fazer gozar... falou que ia subir e mandou a gente levar cerveja vinho e subir nos dois.
blz ela subiu e eu fiquei tramando com meu amigo o que iamos fazer... subimos com tudo, cheguei ela tinha colocado musica caramba que mulher cavala, grande nunca comi uma tão cavala ela estava na cama e meu amigo pediu pra partir pra cima... eu fui abri as bebidas ele nem espero quando vi ja tava comendo a mulher, eu fiquei puto e derramei cerveja nas costas dele ahuahuahuahuahu ai ja fui logo pra frente e coloquei ela pra chupar...
ele tava comendo ela de 4 foi então que ela falou que ia me fazer gozar... po meti muito com aquela mulher e gozei muito gostoso. ela era cavalona com uma buceta pequenininha com o cu rosadinho, mas não comi o cu dela não :( sou louco por um cu auauhahuahu mas ainda vou ter um pra matar a vontade...

quinta-feira, 11 de março de 2010

Saia justa na cama


Está lá no dicionário: saia-justa- situação desfavorável, embaraçosa, desconcertante. Acontece com todo mundo, a qualquer hora, em qualquer lugar. Quando rola durante o sexo, parece que a saia é justíssima, dá uma vontade de enfiar a cabeça debaixo dos lençóis. Mas há um lado bom: é sinal que somos sexualmente ativas. Da série "sem roupa, sim, mas sem sair do salto".


A saia justa acontece quando a gente menos espera. Haja jogo de cintura e presença de espírito. Sabrina L., de 29 anos, tinha acabado de terminar um namoro e era a primeira vez em que saía com um novo rapaz. Levou o garoto para sua casa e estava tudo se encaminhando com naturalidade, quando ela enfiou a mão na gaveta da mesa de cabeceira para pegar um preservativo. Até aí tudo bem, não fosse um detalhe: no escuro, por descuido, pegou a camisinha que o ex usava, tamanho extra-longo. "O menino vestiu, mas não preencheu a camisinha inteira. Ficou sobrando, aquele negócio pendurado, foi uma cena patética: parecia uma criança usando o pijama de adulto do pai", conta Sabrina.

Ela não soube contornar a situação. "Eu fiquei super sem graça e o garoto também. Ele se sentiu diminuído, literalmente. O jeito foi pedir desculpas e pegar outra camisinha, sem estender muito o assunto", lembra ela, que caprichou nos amassos. Os dois acharam por bem ignorar o assunto e voltar aos beijos cinematográficos. "No dia seguinte, joguei as camisinhas fora, para não passar pela mesma situação outra vez", conta.


Um banho, por favor...


A professora de inglês Patrícia H., de 28 anos, também passou uma situação embaraçosa com um pretendente a namorado. "Saímos para jantar e emendamos um motel. Lá eu iria começar pelo oral, quer dizer, tentei começar: quando comecei a descer pela barriga dele, senti um odor desagradável", lembra a professora, que mudou de planos imediatamente. O que ela não contava é que o dono do mau cheiro, cheio de fogo, iria insistir para que ela continuasse barriga abaixo. Deu-se a saia justa.


Teste: Qual o seu apelo sexual?


"Falei para gente ir pro chuveiro, que ia ser melhor e tal. Argumentei que a gente tinha trabalhado o dia inteiro e que eu queria tomar um banho, mas não adiantou. Aí abri o jogo e falei rindo ‘ah, mas tá sujinho'. Ele ficou magoadérrimo", diz Patrícia, que conseguiu arrastar o cara para a banheira e não se arrepende de ter soltado o verbo. "Ele aprendeu, porque, na vez seguinte, foi direto para o banheiro quando chegamos. Ah, tem que contornar com graça", ensina.

contem suas saias justas meus queridos leitores.

sábado, 6 de março de 2010

Sexo na praia





Meus queridos amigos e leitores, confesso a vocês que ando muito sumido.
volta as aulas, trabalho,falta de dinheiro rsrsrs agora voltei a ficar na seca, minha querida amiga sexual voltou com o ex marido... mas sempre venho deixar algo legal pra vocês lerem final de semana.
Ja que nossa amiga Paty não anda colaborando com nosso blog pedi ao Rafa uma ajudinha, ele me mandou um texto bem legal... vou compartilhar eles com vocês!

Ah q calor, era um dia de janeiro, verão, fui na praia aquele dia torrei no sol com meu biquini branco a tarde toda, passei bastante oleo no corpo pra dar aquela cor bonita, cheguei em casa e tomei um banho bem gostoso, bem demorado, qdo tava na frente do espelho passando meu hidratante reparei q minhas marquinhas tavam perfeitas, meu biquini era bem enfiado entao fiquei com aquele triangulo atras na minha bunda toda dourada de sol... msm dps do banho o calor continuara insuportavel, coloquei então o short jean mais curtinho e eu tinha e uma camiseta e fui tomar um sorvete na padaria, chupei todo aquele sorvete com muita vontade pq o calor era de arrasar, ja tava anoitecendo então resolvi voltar pra casa...
Liguei o ventilador para dar uma ventilada no meu ap, aquele shortinho tava tao enfiado q eu tirei, tb tirei a blusa pra ficar mais a vontade, deitei na minha cama e comecei a brincar com a minha bucetinha um pouco, comecei me tocando bem devagarzinho depois enfiei o dedo todo lá dentro, nossa q delicia, pena q eu tava me sentindo tão sozinha naquela noite de verão, eu estava inconformada com tanta solidão numa época em q é tão bom estar com alguem, um amor de verão, ou msm um caso de verão.... coloquei minha calcinha, meu short e minha camiseta novamente, não queria continuar sozinha naquele ap.
Foi então que resolvi passear pela praia e curtir aquela brisa gostosa, vários homens mexiam cmg no caminho até a praia, uns até me convidavam para sentar em umas mesinhas na beira da praia, mas nenhum homem interessante. Tirei minhas sandalias e fui descendo até a areia, com uma mão segurava as sandalias e com a outra soltei meu cabelo, aquele vento quente fazia com q meus cabelos esvossacem e eu continuei andando pela aquele areia fofa, a lua estava enorme, o céu todo estrelado, eu estava então indo até o mar para molhar meus pés, parei por alguns minutos na beira do mar e foi quando vi alguem no mar, impossivel, um surfista até aquela hr pegando onda? Sim, era... fiquei reparando aquele homem iluminado somente pela luz da lua pegando onda, fiquei ali por minutos, hrs e não via o tempo passar.
Quando dei por mim aquele homem estava vindo em minha direção, a medida em q ele se aproximava eu pude reparar em seu corpo, nossa q homem gostoso! Todo malhado, bronzeado, uma delicia! Fiquei estasiada por alguns segundos observando ele se aproximar, quando percebi ele já estava ali do meu lado perguntando se eu gostaria de aprender a surfar já q fiquei ali parada por tanto tempo, eu sem reação disse q sim, q adoraria. Qdo menos esperei a mão dele estava na minha bunda, foi quando ele me puxou com vontade pra perto de seu corpo e me surpreendeu com um beijo delicioso, nos beijamos ali mesmo na beira do mar e nem msm seu nome eu sabia, sentia seu pau roçando na minha buceta, sua mão preenchia toda minha bunda, a outra ia atras dos meus cabelos e segurava firme a minha nuca conduzindo nosso beijo, foi um beijo quente gostoso q eu molhei toda a minha calcinha em segundos, td q eu queria eh q ele enfiasse a mão dentro da minha calcinha e me enfiasse pelo menos dois dedos. Estavamos num lugar um pouco inadequado, foi quando nos dois percebemos isso q ele falou no meu ouvido bem baixinho, gostosa vem cmg q vou te levar lá naquela duna pra podermos apreciar a lua. Não pensei 2 vezes, fomos caminhando pela beira da agua, parecia uma eternidade chegar naquela duna, mas logo chegamos. Ao começarmos a subir a duna ele me deu mais uma pegada e me colocou em um tronco de uma árvore enorme, mais uma vez começamos a nos beijar loucamente, ele segurava o meu rosto, meus cabelos e ia passando a mão por todo o meu corpo, eu estava sem sutiã, apenas com minha camiseta branca q foi ficando transparente em contato com o corpo dele q estava molhado do mar, ele acareciava meus peitinhos com mto carinho por cima da roupa msm oq me excitava muito, foi então descendo a mão e apertava a minha bunda com muita vontade falando no meu ouvido "delicia de rabo sua gostosa", fui reparando então o pau dele q de tão grande saltava pra fora da sunga, paramos de nos beijar e rapidamente ele pediu para q eu o chupasse, chupei aquele pau gostoso por cerca de mt tempo, q delicia! Ele me puxou noamente e retornamos a nos beijar, quanto mais nos beijavamos mais molhada ficava minha buceta, td q eu queria era aquele pau grosso entrando nela, mas ele ainda passava a mão de leve por cima do short, q loucura! Foi então q ele tirou minha camiseta e lentamente acariciava meus peitos lembendo ao mesmo tempo, eu estava tocando uma punheta pra ele enquanto isso, minha mão deslizava naquele pau pra cima e pra baixo, qto mais eu percebia q ele estava gostando mais rapido minha mao deslizava naquele pau, percebi q ele já estava louco, foi então q ele tirou meu short e acaricio minha buceta em cima da calcinha eu já estava implorando pra ele me comer, os dois já estavam explodindo de tesão. Num momento de tesão ele rasga minha calcinha com a mão, me vira de cstas e começa a me chupar muito, lambe minha buceta e vai lambendo tb o meu cuzinho eu já estava quase gozando quando ele enfiou aquele pau grosso na minha buceta e vai e vem vai e vem metemos muito naquele arvorezinha e dps qdo já estavamos soando muito colocamos nossas roupas e caimos naquele mar, estavmos rindo muito, tb tamanha loucura aquela noite! Dps, claro, fomos para o meu ap e metemos o resto da noite, eu gemia muito q nem uma cadela no cio com aquele pau entrando e saindo de dentro de mim...



gostaram? espero eu que sim, tenham todos um otimo sabado, lembrando MUITA SACANAGEMMMMMMMMMMMMMMMM

quinta-feira, 18 de fevereiro de 2010

O desejo sumiu

uma que tirei do site, mas uma boa dica.

No começo do namoro, os beijos demoravam mais de três minutos. Era só ele chegar perto para os seus batimentos cardíacos dispararem. Se ele pousasse levemente as mãos nas suas coxas, dava aquele calor, seguido de uma vontade incontrolável de arrancar a roupa. Se trocasse de roupa na sua frente, você pulava em cima dele cheia de más intenções. Bons tempos! Hoje a realidade é outra. Ao olhar para ele, não tem como fingir: você não sente mais o mesmo tesão do início do relacionamento. E agora?


A primeira vez, além de inesquecível, é única. Isso significa que não tem "primeira vez" duas vezes, nem três, muito menos 47 vezes. Ou seja, depois de transar um monte de vezes com a mesma pessoa é difícil haver alguma novidade ou voltar a sentir aquele frio na barriga que só o ineditismo proporciona. "O tempo passa impiedosamente e leva com ele o desejo do início do namoro", diz a advogada Fabiana G., de 31 anos.


Você é boa de cama? Faça o teste!


Casada há três anos, Fabiana admite que não vê o marido com os mesmos olhos da lua de mel. "Não vejo explicação para isso: continuo amando o meu marido, mas ele já não me desperta como antes. A gente precisa de preliminares mais longas, às vezes parte para um vinhozinho, um filme... Raramente transamos do nada como era no namoro", revela a advogada, que entende essa mudança como parte do pacote do casamento.



“Eu nunca tinha convidado nenhum homem para sair e, agora que estou casada, tenho que fazer isso com o meu próprio marido”


Quando a mulher ou o marido relaxam com o corpo, pode ser que isso se reflita debaixo dos lençóis. E é muito comum engordar no início do relacionamento. Que o diga a publicitária Eloá C., de 27 anos, que engordou cinco quilos depois de conhecer a cara metade. "Ele jura que não liga, diz que até prefere o meu corpo assim, mais carnudo. Mas eu não me sinto bem e não tenho a mesma vontade de transar que antes", revela.


Eloá acaba optando por ir para cama sem tirar a roupa toda ou de luz apagada. "Eu quero entrar numa academia para ver se me sinto mais segura com o meu corpo. Enquanto isso, para compensar, gosto de fazer uma depilação especial. Quando está do jeito que eu gosto, me sinto mais poderosa e temos transas dignas dos primeiros encontros", conta a publicitária, que marcou o salão para amanhã mesmo.


CONHEÇA UM KAMA SUTRA SOB MEDIDA PARA VOCÊS

As dez mais!

meus amigos leitores, a nossa amiga paty esqueceu do nosso blog então vim pra dar uma papeada com vocês, hoje vou contar como nos homens gostamos de receber uma boa sacanagem...

faça seu benzinho feliz!


Número um: sexo oral


Da próxima vez em que você estiver morrendo de vergonha, sem saber se deve ou não cair de boca no que ele tem de mais delicioso, pare de pensar e vá em frente. Sim, eles ADORAM, e não há homem que negue a preferência pelo sexo oral. O famoso 'boquete' deixa qualquer marmanjo enlouquecido de tesão. Mas não adianta fazer de qualquer jeito, como explica um dos milhares adoradores da prática: o programador Jonas Galvez. Além de fã de carteirinha, ele é expert nas variações do tema:


"Existem dois tipos de boquete. O boquete antes do sexo, e apenas o boquete, que termina nele mesmo, sem envolver sexo depois. O primeiro tipo não precisa nem deve ser demorado", explica Jonas, enfatizando que a idéia é que ele seja apenas uma preliminar, para deixar o membro em ponto de bala. Já o segundo deve ser feito com dedicação e gosto. "É muito bom, especialmente quando não estou esperando que aconteça. No escritório é ótimo". E nada de pressa: "Quanto mais demorado, melhor. O que realmente importa é a duração. A pior coisa é o boquete de menos de cinco minutos, que aparenta ser uma missão cumprida. Nem precisa engolir, mas levar na boca não faz mal nenhum", acredita.


Pensa que acabou? Jonas dá a dica final: "Um beijo depois do boquete é uma safadeza suficiente para ligar a máquina de novo, quase instantaneamente". Começa o segundo round!


Vice-campeão: sexo anal


Nem tão lá no topo da lista, mas logo atrás, aparece um polêmico e quentíssimo sucesso da paradas: o lado B – no caso, o nosso. Não perca seu tempo tentando descobrir se ele está a fim. A entrada pela porta dos fundos é um must, e objetivo de vida de quem ainda não conseguiu o passe livre para a área VIP. Como já desconfiávamos, mas ficávamos sem graça de perguntar, eles são loucos por sexo anal, o vice-campeão da nossa enquete. A regra aqui é liberar geral – incluindo aí o dito-cujo – para satisfazê-los. Afinal, na cama, vale tudo!


Lugares inusitados



Na cama, no chão, no carro, na praia, no cinema, no elevador ou onde mais sua imaginação permitir: sexo em lugares públicos ou inusitados também figurou na lista, em um admirável terceiro lugar. Sinal de exibicionismo? Nada disso! A sexóloga Glene Faria analisa: "O risco de ser pego libera adrenalina, o que gera excitação. Só que correr riscos é próprio do sexo masculino. Algumas mulheres até ficam excitadas com isso, mas outras ficam tão preocupadas que acabam não tendo prazer".


Um dos felizardos que teve a sorte de encontrar uma companheira de aventuras foi o produtor de eventos Roberto Prado*. Em uma viagem a Miami, fugiu com um caso que o acompanhava para o banheiro do avião. "Só dá se for no da primeira classe, pois não forma fila. Além disso, é maior e mais limpo que o da econômica", enumera as vantagens. Apesar de apertado, e sem possibilitar muitas ousadias, o banheiro caiu como uma luva no momento de emergência. "Ela ficou ajoelhada no vaso, e eu em pé, tentando me equilibrar. Não dá para se mexer muito, mas com jeitinho, funciona. Tudo bem que quando abrimos a porta, uma aeromoça deu de cara com a gente. Mas ela só riu, e ficou por isso mesmo", recorda.


Atitude é fundamental



Se você já está toda animadinha para testar as preferências acima com seu querido, aí vai uma dica preciosa: todo o esforço para agradar ao sexo masculino não vale de nada se não for acompanhado de atitude. Com a quarta colocação, a atitude é o que faz das demais colocadas tão desejadas. "É fundamental a mulher se revelar na cama, mostrando o que gosta. Tem que participar, e com personalidade. Agir como uma boneca inflável não rola", avisa o redator publicitário Fidélis Alcântara, 31 anos.


Quem assina embaixo é o designer Benjamin Jackson, a favor da comunicação sem ruídos durante o rala-e-rola. "Adoro quando elas falam do que gostam, do quanto gostam, mas principalmente do que não gostam. E, por favor, digam coisas sujas, libidinosas e sacrilegiosas em voz alta", implora.



O prazer é nosso!


Dentre as muitas preferidas citadas por eles, selecionamos outras nem tão pedidas assim, mas que não poderiam deixar de constar. Acredite ou não, eles não apenas se lembram de nos dar prazer, como também gostam. Presentear-nos com sua habilidade manual durante uma masturbação demorada, relaxar durante o 69 (empatados em um humilde nono lugar), e – surpreenda-se – gozar junto (8ª posição), apesar de lá no final, entraram na lista. "Eles se preocupam primeiro com sua sexualidade, para depois pensar no prazer da mulher. Por outro lado, elas tendem a realizar todas as fantasias masculinas, esquecendo-se de si mesmas. Conseguem dar prazer, mas não receber", observa a sexóloga Glene Faria.


Mas nem tudo está perdido. Os mais dedicados se deliciam em fazer sexo oral em suas parceiras, especialidade que poucos dominam com destreza, mas que arrecadou um belíssimo quinto lugar na lista. Que o diga o publicitário Fidélis Alcântara. "Adoro quando elas gozam na ponta da minha língua, ou pedem para ser penetradas depois de momentos de sexo oral intenso", descreve. Salve, Fidélis!


Jonas Galvez acompanha: "Gosto de dedicar atenção prolongada à vagina. É só relaxar, pois não tenho absolutamente pressa alguma em terminar", jura. Apesar da dedicação total a você em alguns momentos, este slogan está mais ficção do que para a realidade de uma mulher. Quando a disposição é muita, os insaciáveis logo tratam de inventar moda. Nessas horas, aparece uma das maiores fantasias masculinas: o sexo grupal.


Um é pouco, dois é bom, três é DEMAIS!!!



O sexto lugar conquistado pela modalidade prova que o bacanal continua em alta. Mas, como toda fantasia, espera por ser realizada. Pedro Sanches*, 24 anos, lamenta. "Adoraria transar com duas ou mais mulheres ao mesmo tempo, só que nunca tive a oportunidade. É o meu sonho, e espero realizá-lo antes de me casar", exagera. Para Pedro*, a preferência tem um motivo bem simples. "O corpo feminino, com todas as suas curvas, é a segunda coisa mais bonita que Deus criou. A primeira são dois deles. Se lambendo, se beijando e se tocando. Fora a vantagem de comer uma enquanto a outra me lambe, o que é fisicamente impossível com uma mulher só", descreve. Vai entender...


Seios hipnóticos



Em último lugar, mas nem por isso menos importantes, estão os seios. Tão desejados, porém esquecidos em meio às tradicionais vias de acesso. As descrições masculinas sobre como tratar desta parta da anatomia feminina foram ricas, variando do "chupar os seios dela" ao "fazer uma espanhola". Jonas Galvez dá voz aos aficionados: "Mamar nos seios e mordiscar os mamilos é essencial. Muitas mulheres ficam com vergonha, mas no fundo adoram. Deixem a gente brincar com eles! Fazer isso enquanto a masturbo com as mãos, então, é atividade para horas", descreve.

segunda-feira, 1 de fevereiro de 2010

sexo virtual



Sexo virtual: gente descobri que eu tenho um serio fetiche por ver pessoas na webcam Meus queridos amigos e leitores: Sei que ando sumido mas peço desculpas a todos, tive muito trabalho essa semana  Vou contar pra vocês hoje um pouco sobre a minha amiga Paty, a gente se conhece através da internet... eu namorava na época e nos conhecemos pelo orkut, queríamos fazer a pratica do swing. Acabou que fiquei solteiro, mas nossa amizade continuo crescendo... Ela viu alguns fatos comigo eu vi alguns com ela, mas o que vou contar hoje foi a melhor tarde na internet ta minha vida... Começamos como um dia normal, conversa daqui novidades ali, como sempre nosso assunto voltou pra sexo. Sexo, sacanagens, nosso blog é de putaria.... Ai gente, tava na semana da seca... paty me sacaneando que eu tinha um pau gigante pedi a cam dela... mas gente ela tem uns lábios que não são dela. Nunca vi uma boca tão gostosa! Eu que estava na seca vi a paty pela cam e fiquei de pau duro na hora, a porta do escritório tava fechada, paty sozinha senti algo crescendo e pulando pra fora da minha cueca, cai em cima da paty pela cam... comecei a pedir pra ver ela se exibindo todinha pra mim enquanto eu me masturbava...eu passava a mão na cabeça e ia descendo até chegar no saco fazendo movimentos circulares pensando em cada detalhe que eu via da minha amante paty, quando eu ia gozar eu parava, ficava até anestesiado de tanto tesão nossa teve uma hora que ela levantou e ficou de costas pra mim e abaixou o shortinho aaaaaa que marquinha sexy meus amigos ela ainda deu aquela empinada de bunda que você vê a bucetinha e o cuzinho te chamando sabe igual foto da playboy... quase infartei! Então ela desligou a cam e retornou alguns minutos depois falando que tinha desligado a cam porque estava gozando vendo um filme pornô... fiquei puto, queria ter visto a cara dela gozando...deve ser linda ! fiquei até com o pau mole meio triste por perde essa cena! Mas voltamos a falar de sexo e continuei tocando uma. Já tava com o saco doendo por não ter gozado, ai que surge a paty peladinha dançando na frente da cam novamente...gozei gostoso.. que gozada gostosa.. foi uma punheta bem tocada vendo uma obra de arte na cam...paty você é de mais! Depois eu posto com calma, ta chegando carnaval e eu preciso de dinheiro beijos e abraços.
video

domingo, 24 de janeiro de 2010

rapidinha no elevador

Hoje vou contar um outro dia que estive no elevador.

eu e a val resolvemos fazer uma brincadeira então a gente ia chegar no meu predio usar o elevador e o meu ap como se fosse dela e ia ser como se não a conhece-se iamos brincar de ser duas pessoas estranhas.

vou escrever rapido porque estarei indo pra guapi amanha pela manha, tenho que acordar cedo a nossa amiga paty ira dar continuidade a nosso blog na minha ausencia...beijos e abraços meus queridos amigos e leitores.

Certa vez, estava no elevador de meu prédio quando entrou uma morena gostosa de saia e top com os pêlos da perna todo loirinho, um bronze maravilhoso. Fui logo puxando conversa, logo depois ela me pediu para ajudar com umas compras e ai entrei em seu apartamento.

E quando entrei, ela foi logo perguntando se eu queria tomar alguma coisa, é claro aceitei na hora, conversa vai conversa vem. Fingindo, sem querer me levantei e tropecei bem em cima dela já de pau duro ela fingiu de inocente e se levantou roçando sua perna em meu pau.

Ai não agüentei fui logo dando um beijo e dizendo que era aquilo que ela queria e ela respondeu dizendo que era aquilo e muito mais. Ali mesmo no sofá ela abriu as pernas e eu suguei sua buceta como um animal, chupei ate ficar com a boca dormente.

Depois ela me colocou de pé e se ajoelhou e começou um boquete sensacional, meu cacete desaparecia na boca dela ate que não agüentei e gozei dentro da boca dela. Ela engoliu tudinho e não fez cara feia.

Se passaram 10 minutos e já estava de pau duro de novo e ela doida pra dar, foi então que chamei ela para o quarto e comecei a beijar seu pescoço e chupar seus seios. Coloquei ela de 4 e comecei bem devagar, depois soquei com força ate ela gritar e me chamar de cachorro, depois deitei na cama pedir pra ela dar aquele cuzão gostoso.

Ai ela pegou sentou de costas e começou a pular no meu cacete ate não agüentar mais e gozar no cú dela, nos levantamos trocamos de roupa e fui embora como quem não quer nada e toda vez que estou com vontade de dar uma bem gostosa vou ate lá saciar minha foda com ela.
video